Réquiem

by Abisma

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      $1 USD  or more

     

1.
2.
05:46
3.
4.
5.
07:06

credits

released August 13, 2016

tags

license

all rights reserved

about

Abisma Brazil

(Sorry a free download quota from the bandcamp this month is over...)

contact / help

Contact Abisma

Streaming and
Download help

Track Name: Indeterminado
Noites..
Tão claras
Eu me vejo indeterminadamente só... só.

Entre os vultos da mente
A espera do final desse mundo desolado
Ao longe emerge fagulhas da esperança

O demônio furioso se joga nos muros de sua própria prisão
Gritos lamuriados quase inaudíveis
O demônio que vive dentro de cada homem
Como ele o mantém preso?

Dias..
Tão escuros
Um inverno profundo
Uma tarde sem graça, sem graça...

É um silêncio dentro de mim
Que cala cada palavra
Que eu devia ter dito
Que podia, não sei.

Por breves instantes o trepidar da confiança
Como numa alma e coração destroçados
martelam com ódio os muros da consciência.
Track Name: Réquiem
Além da existência neste mundo
Além deste tormento que vossas almas sofrem
Além desta angustiosa tristeza
Desta vontade de permanecer nesta vida
Rezo para que vossas almas sejam pela luz celestial iluminadas
Rezo para que sejam confortadas pela a paz eterna
Que o descanso não seja em vão
Que a paz seja sua maior glória
Que a luz celestial vós ilumine
Que suas almas descansem em paz
Que suas almas descansem em paz.
Track Name: A vida é uma doença eterna
As rosas irão cair sob seu corpo
De você vem todo o silêncio que eu nunca imaginei ouvir
Mas posso sentir sua agonia aqui dentro
Ver sua vida se apagando aos poucos.

Um adeus tão triste que me rasga por dentro
Eu sinto a morte andar entre a gente
Em todos os momentos, sempre nos mais tristes
Aquela aflição na alma e a vontade de ir embora.

O que é a vida?
Não vale a pena se todos um dia irão embora
Eu posso até entender o que levou ao fim
Mas nunca vou me acostumar a falta, a distância.

Sabe, tem dias que tudo fica se distorcendo
Um derramamento de lágrimas, uma lembrança afeta tudo ao redor
Eu nunca vou conseguir superar, nunca.

O que é a vida?
Não vale a pena se todos um dia irão embora
Eu posso até entender o que levou ao fim
Mas nunca vou me acostumar a falta, a distância dentro de um adeus tão triste...
Track Name: Children Orphans
I always saw those stars collide
The sky glowed so strong that it was almost impossible sees
Here in the darkness, where I now habit for eternal days I feel that time no longer passes
And I do not breathe as deep as ever before
This is not the same breast
And knowledge put me further down
Down of myself
Where I now habit eternal darkness for days
In the absence of that light which now hate
Lucifer in the tombs there are so many useless bodies like the Christ of tombs
We are all equal, we are the same ... The same weak beings and mortals
And every time I fall more in the darkness of my mind
Where now habit for endless days in the consciousness of looking at those stars die
And see the universe becomes empty
I feel my hatred grow over and over and choke me ... Suddenly I could no longer breathe
And I died debating me, with tears in his eyes and not knowing the why of things
Only those stars ... so special I'll keep this up, I will continue reviewing my death by
As my eyes get lost looking at the lake I even died drowned
No one was there to save me
Nobody ever was no longer part of my life
And every time I fall more!
Dwelling in darkness for eternal and days wondering if I'm going to find the reason, the answers ... Maybe one day!
But not the man they call God, the father.
Track Name: Cinzas
Choro e lamentação
Vazio existencial, depressão
Ventos de terras distantes
Aliviam toda a raiva
Gritos de dores, mutilação
Autodestruição da alma
Insignificância, distância
Tudo aquilo que uma vez foi
O bater da porta, um adeus
Como se eu mesmo me visse morrer
E eu não pudesse fazer nada
Como se eu fosse os outros
E não fizesse nada, só deixasse o fim, só deixasse tudo como deveria ser
Silêncio e morte
Cinzas...